sexybc.com - CONTOS ERÓTICOS.png
sexy 3d gozando no onibus.jpg
mediafile (3).gif
sexy_3d_Ménage_com_a_amiga_morena_novin
sexy3d.net- O Ascensorista que me comeu

 Meu nome é Cláudia, sou alta, morena, cabelos ruivos cacheados, tipo “gostosona”, e venho contar-lhes hoje um fato que aconteceu comigo há algumas semanas...
       Recém-chegada na capital, vinda de uma cidade bem pequena, andava sempre deslumbrada com tantos prédios, tanta gente indo e vindo o tempo todo, tanta movimentação ao meu redor! Era tudo muito novo e, no dia em que fiz a mudança para um apartamento no centro, a primeira coisa que me paralisou foi o olhar do ascensorista quando entrei no elevador. Ele me olhou de baixo pra cima, mordendo os lábios... Eu senti meu corpo todo tremer, parecia que ele conseguia me ver nua. Quando nossos olhos se cruzaram, parecia que eu ia explodir de tanto tesão, aquele moreno de olhos claros com um sorriso safado me provocou de um jeito que por alguns segundos eu fiquei sem ação, totalmente paralisada, enfeitiçada com o modo que ele me olhou. Entrei no elevador me encostei na parede contrária a posição em que ele estava, fiquei calada todo o percurso de 12 andares, não sei se por medo de que ele descobrisse o que eu estava pensado naquele momento, ou se envergonhada por ficar tão excitada com um olhar e um sorriso safado. 
    Sempre a cena se repetia quando ele estava lá, era a mesma sensação da primeira vez, um misto de desejo com fogo e muito mais muito tesão. Pensava ao sair: isso vai ser sempre esse jogo de olhares e nenhuma atitude.
       Passados uns dias, chegando do trabalho tarde da noite, chamei o elevador e, para minha surpresa, lá estava ele.    
   Sorri sem jeito, e perguntei-lhe: trabalhando até tarde? E ele respondeu: hoje eu fico na portaria, mas estava testando o elevador pois fizeram uma manutenção.
Quando penso que ele vai descer do elevador, simplesmente fica lá parado, me encara dessa vez mais sério e diz: posso fazer uma última viagem com a senhora.
  Eu sorri e agradeci. Quando passou alguns andares, ele,  do meu lado, parou o elevador, virou pra mim já me encostando contra a parede, com o pau tão duro que parecia que ia rasgar a calça se não o tirasse pra fora, segurou firme nos meus cabelos cacheados, fazendo com que levantasse minha cabeça e ficou ali olhando pra mim com aquele riso safado.
    Tremi toda quando ele pressionou o corpo contra o meu e disse: estou louco de tesão por você, e esse elevador só vai sair do canto quando eu girar a chave novamente. Me arrepiei toda, meus seios estavam tão duros de tesão desejando-o que não resisti, botei a mão por dentro da calça dele. Seu pauestava tão duro e eu toda molhada, ele desabotoou minha blusa e sugou meus seios com volúpia, pensei que ia gozar já naquele momento, estava cheia de fogo!
   Foi quando ele me sentou no banco do elevador com minhas pernas bem abertas, eu desejando aquele pau duro na minha buceta! Me surpreendi quando ele, de uma só vez, arrancou minha calcinha e me chupou de um jeito que minha buceta latejava loucamente. Não conseguia mais esperar, eu precisava senti-lo dentro de mim, todo dentro de mim...
       Falei a ele:  me dê esse seu pau gostoso, que minha buceta não aguenta mais esperar, faça o que quiser! 
    Ele arrastou o banco mais pra frente, enrolou meus cabelos na mão, encostou a cabeça do pau dele na minha buceta, que a esta altura já estava fervendo e molhando tudo, e falou: o que eu quiser? 
   Acenei que sim com a cabeça, ele me penetrou lentamente mais firme,  pra que eu pudesse sentir aquele pauzão todo dentro de mim, tremi o corpo todo, minha buceta, mesmo apertadinha parecia que engolia o pau dele, quando retirou, falou: sentiu tudo isso que você fez comigo? Novamente confirmei, então ele colocou novamente dessa vem com força, enquanto puxava meu cabelo. 
    Ele me fodeu com força, eu fui à loucura e ele mais louco ainda de tesão a cada investida. Estávamos encharcados de prazer e suor. Não consegui me conter e gozei no pau dele, e como forma de punição por gozar antes dele, ele me pôs de quatro, com o pau todo lambuzado do meu gozo, botou na minha bundinha que o aceitou sem dificuldades. Ele puxando meus cabelos e, me penetrando com vontade naquele vai e vem gostoso, gozou no meu cuzinho. Eu gozei novamente junto com ele ao sentir aquela porra quente me preenchendo toda. Nos vestimos e fui para meu apartamento, e ele de volta a portaria.
   Esse dia foi único, depois disso quase não nos víamos no elevador, e nas poucas vezes que ele estava, tinha bastante gente, apenas nossos olhos conversavam. Ainda espero um novo dia tarde da noite, repetir o prazer que tive no elevador e quem sabe dessa vez levá-lo ao meu apartamento.
Por TLZ.

sexyd.net- contos eroticos - mia juh e o

    Eu e minha amiga Juh, estávamos de bobeira na balada quando  conhecemos o Carlos, aquele rapaz todo musculoso, típico machão, logo se interessou pela Juh, não é pra menos ela é linda, com o cabelão preto, o corpão que deixa qualquer marmanjo babando. Dei um tempo para os dois irem se conhecendo melhor, eu estava um pouco desconfortável, afinal o Carlos não parecia ser o tipo de cara que curte uma Trans. Mas nem por isso ia estragar o lance da minha amiga.
        Numa noite de jogos sensuais que a Juh inventou no nosso Ap, o bofe se deu muito bem. Ele bancando o estilo topo tudo para conquistar minha amiga, teve de pagar o preço... a Juh falava: 
        _Você não conseguiria realizar minhas fantasias!
        Ele todo cheio de si afirmava que ela iria se surpreender. Foram os 2 pro quarto e eu fui preparar umas bebidas... gente! Minha surpresa ao ver o Carlos acorrentado, de pé à beira da cama, com os olhos vendados. Não me contive e fiquei assistindo a cena... a Juh deitada na cama com aquele corpão dela caiu logo de boca no marmanjo, arranhando de leve aquele abdômen sarado enquanto ele se contorcia de prazer. Sempre falando:
       _Nossa gata, desse jeito você me enlouquece!
      A Juh se lambuzou de óleo e passou também no Carlos, em todo corpo dele. Eu, assistindo, já estava toda excitada, quando a Juh pede pra ele lhe saciar. Vendo aquela bunda toda musculosa não resisti, me aproximei e a Juh fazendo sinal pra mim ir adiante, alisei-o pelas costas e disse: 
      _Sabe o que é melhor que comer uma morena gostosa dessas? 
        E ele respondeu: 
      _Não. 
        Eu ri, encostando meus lindos peitões nas costas dele e disse: 
      _Ser comido por uma loira gostosona ao mesmo tempo. 
     Ele topou. E assim mesmo de olhos vendados nós usamos e abusamos daquele gostoso, enquanto ele comia a Juh de quatro, eu o enrabava gostoso.        Sentia ele todo trêmulo. Com certeza era a primeira aventura que ele fazia daquele tipo. 
    Depois de tanto darmos prazer a ele foi a nossa vez de trocar os papéis, dessa vez tiramos sua venda e o soltamos das correntes. O Carlos estava doido de tesão quando me viu deitada na cama, prontamente disse que queria entrar dentro de mim, aquele pauzão tão duro que parecia mais feito de rocha, me desejando como se não houvesse nada além do desejo... 
     Deixei-o penetrar, nunca ninguém me comeu com tanta vontade como o Carlos, me surpreendi... 
    A Juh prontamente veio brincar com meus seios, e ele vendo a gente se acariciando ficava mais louco de tesão me fodendo com mais volúpia a cada investida. Então a Juh sentou em cima de mim e ficamos assim ela cavalgando em mim, e ele comendo meu cuzinho com toda vontade como se não houvesse amanhã. Gozamos os 3 juntos como nunca!
     Aquela foi de fato uma noite única. Com o passar dos dias, nossas rotinas de encontro eram cada vez mais difíceis. Ainda nos encontramos algumas vezes, mas aquele dia ficou marcado na minha mente.

Por TLZ.

sexy3d.net - conto erótico as delícias d

    Meu nome é sabrina, tenho 23 anos , peitão , bundão , cabelos pretos e longos. Sempre que viajo de avião fico excitada e nunca tinha transado com um casal até aquele dia.
    Nesse dia, eu estava no avião quando um casal muito bonito e simpático , sentou ao meu lado .
    Ela era loira, cabelos médios, olhos claros, com um vestido sexy, também peitões e bundão, e ele moreno alto, barbudo ,cara de homem safado e corpo atlético.
    Eu estava na janela , a mulher sentou do meu lado e o cara na poltrona da ponta. Conversamos um pouco, eles pediram drinques, me ofereceram e eu aceitei.
    Conversas e drinques vai e vem , eu estava já soltinha e ela também , foi quando ela alisou minha coxa e me beijou. Fiquei molhadinha na hora , ele fez uma cara de aprovação e apertou o pau já duro por cima da calça...
   Quando descemos do avião ela me convidou para jantar em um lugar mais reservado e eu aceitei , me levaram para um motel .
    Chegando lá , ela me agarrou, beijando, foi tirando a sua roupa e depois a minha , o marido disse que queria só olhar de início...
    Ela me jogou na cama e continuou me beijando toda, deslizando a boca até minha bucetinha, que já estava molhada de tanto tesão , ele do lado da cama , não se conteve de tara, e punhetando colocou o pau duro na minha boca, enquanto ela me chupava. Eu estava doidinha de tesão, sendo devorada por aquele casal. Gozei gostoso daquele jeito, mas queria ainda muito mais....
    Pedi pra ela deitar e comecei a chupá-la. Eu estava de quatro e pedi pra o marido enfiar no meu cuzinho enquanto eu chupava gostoso a esposa tesuda dele...
    Ele colocou camisinha e enfiou com tudo o pau no meu cuzinho. Oh! que delicia, sentir o pau durão todo dentro de mim, e ele bombava enquanto a esposa gemia na minha boca. Ela gozou, senti o melzinho dela escorrer ...
    Então ele deitou na cama e nós duas chupamos o pau dele. Sentei no cacete duro e ela deu a bucetinha pra ele chupar. Depois de muito quicar, gemendo gostoso naquele pau duro, ele não aguentou e anunciou que iria gozar, ficou de joelhos na cama, tirou a camisinha e deu leite quente para as duas safadas.
    Foi uma noite maravilhosa. Valeu a pena! Nós nunca mais nos encontramos, mas toda vez que viajo de avião me lembro dessa aventura. hummmmmmm !!!!

Por Amy.

sexy3d.net - conto erótico o garanhão da

    Me chamo Joyce, tenho 25 anos, loira, alta, seios grandes, bem torneada. Adoro fazer viagens pelo litoral, e normalmente vou sozinha. Uma vez resolvi passear em uma praia de nudismo no Nordeste. Era uma quarta-feira e a praia estava bem vazia. Me deitei nuazinha próximo a uma pedra e comecei a pegar sol e ouvir músicas no celular.

    Foi então que apareceu um rapaz moreno, bem musculoso, pau enorme e grosso, andando na minha direção. Ao ver aquele deus grego se aproximando não pude resistir e fixei meu olhar no seu membro, imaginando como deveria ser bom sentar e rebolar num cassete desse tamanho. Ele percebeu, me cumprimentou com um bom dia e se sentou a uns 3 metros de onde eu estava, acendendo um cigarro e olhando para o mar.

    Como não sou nem um pouco tímida, pedi um cigarro a ele, que me deu e sentou mais próximo. Começamos a conversar, o rapaz se chamava Hélio e era muito educado. Enquanto papeávamos eu sempre passava meus olhos naquele pau enorme. Ele, percebendo meu tesão disse: gostou? Muito, respondi. Nesse momento ele se aproximou e me deu um beijo. Estávamos nos beijando, ele acariciando meus seios e seu pau ficando duro e cada vez maior. Peguei nele e comecei a punhetá-lo bem devagar, e Hélio desceu sua mão e foi enfiando um dedo na minha buceta, que já estava ensopada.

    Ficamos alguns instantes nos bolinando, o tesão aumentando cada vez mais, até que ele me levou para um canto todo cercado por arbustos, para ninguém nos ver. Fui ajoelhando e comecei a mamar aquela rola, que pulsava e babava na minha boca. Hélio então me levantou, segurando minhas pernas com seus braços musculosos e começou a meter na minha buceta, que desejava ardentemente seu pau.

    Começamos a nos beijar e a gemer baixinho, ao mesmo tempo que eu sentia seu pau todinho dentro de mim. Fazíamos um movimento de vai-e-vem, engatados pela boca e pelas genitais. Estava muito gostoso!

    Aí resolvemos trocar de posição, ele se deitou na areia fofinha e eu comecei a cavalgar aquele garanhão safado, quicando, quicando, quicando.... ficava cada vez mais excitada.

    Após alguns minutos assim, falei pra ele: quero essa rola esporrando dentro do meu rabo! Hélio me pôs de quatro na areia, cuspiu no meu cuzinho para deixar mais lubrificado e começou a enfiar seu pau, me abrindo todinha. No início doeu, mas logo a dor foi sendo trocada pelo prazer. Eu me abaixava, empinando minha bunda e pedia pra ele meter tudo, até me encher de leitinho.  

    Hélio foi acelerando as estocadas, fui pedindo mais, até que gozamos juntos. Ficamos deitados um pouco e entramos no mar, eu sentindo a porra escorrendo pelas minhas pernas.

    Depois de algumas horas nos despedimos e trocamos telefone. Nunca mais o vi, pois somos de cidades diferentes e nossos horários não coincidem, mas trocamos mensagens frequentemente e espero sentir aquela rola enorme me comendo novamente.

(Por AMY_SEXPLAY)

sexy3d.net - ce orgasmo da virada.png

Meu nome é Fabi, tenho 23 anos, morena, cabelos castanhos, olhos pretos, peitos médios e bunda arredondada. Meu namorado se chama Renato, 30 anos, moreno claro, estilo atlético, bem-dotado, cara de machão.

Nossa noite de Réveillon, Renato e eu tínhamos combinado de passar a virada de ano em um barzinho na praia, onde uma amiga nossa iria tocar. Enquanto eu me arrumava, o telefone tocou, era o Renato, dizendo que iria levar um amigo, porque ele está sozinho na cidade. Eu disse, ok !!

Arrumei o cabelo, unhas, coloquei um vestido bem degotado no busto e costas, salto alto, fiz uma maquiagem linda para noite, com batom vermelho. Eu estava linda, atraente e sem calcinha, é claro !!

Quando Renato chegou com o amigo para me buscar, eu já estava prontinha e animada. Buzinaram e eu desci as escadas. Os dois em pé fora do carro me esperavam. Renato me apresentou o amigo solitário, lindo por sinal !! Chama -se Rubens, 34 anos, moreno claro, cabelos lisos, barbudo. Entramos no carro, e conversamos um pouco, já que o barzinho era próximo e beira mar. Estacionamos o carro e seguimos para o bar. Ao chegarmos percebi que eu estava chamando a atenção, os homens me olhavam com tesão, e, as mulheres me olhando com ciúmes dos machos.

Já tínhamos reservado uma mesa, próximo ao palco onde minha miga tocava, sentamos e eu logo pedi caipirinha e Renato pediu whisky, Rubens disse que ficaria sem beber porque iria dirigir na volta. Eu amo caipirinhas e conversa vai e vem, eu já tinha tomado umas cinco, foi quando o Renato me tirou para dançar. Tocava uma música linda e havia outros casais dançando também. Quando voltamos para mesa, Rubens comentou que fazíamos um belo casal e também gostava de dançar. Renato perguntou se eu queria dançar com o seu amigo, e eu disse que, sim! Rubens pediu licença e me tirou para dançar.

Nessa dança, a música ficou um pouco mais lenta, e ele sussurrou que estava meio sem jeito, e eu perguntei: Porque? Ele respondeu que fazia tempo que não dançava coladinho com uma mulher tão linda.... Eu estava soltinha, fiquei molhadinha, e senti que ele estava realmente excitado. Quando voltamos para mesa, Rubens saiu para ir ao banheiro, e eu contei ao Renato que o amigo dele tinha ficado excitado e disse que eu era muito bonita, Renato prontamente disse: Quer transar com dois machos hoje? Eu nunca tinha ficado com dois homens ao mesmo tempo e respondi que, sim!

Quando Rubens voltou, Renato atiçou e perguntou: Gostou de dançar com minha namorada? Rubens respondeu: Claro, ela dança bem e é muito bonita! Renato disse: Ela é linda e muito fogosa, quer provar? Rubens, não esperava esse convite, mas, respondeu: Se ela quiser e você permitir, eu quero!

Eu falei para eles, que que nunca havia transado com dois homens ao mesmo tempo, e esse era meu fetiche, e que a gente poderia realiza-lo naquela noite da virada, e eles toparam. Minha família tinha viajado na noite anterior e minha casa estava liberada. Então pagamos a conta e levamos algumas bebidas para minha casa. Rubens foi dirigindo, enquanto eu esquentava o banco de trás com o Renato.

Chegando em casa, eu já estava no ponto, toda molhadinha, fui me despindo e eles também, levei os dois para o quarto e comecei a chupá-los de joelhos, chupava uma rola enquanto segurava a outra dura, depois trocava, uma delícia !! Levantei e beijei os dois safados e sussurrei: Essa noite quero ficar toda preenchida por vocês. Renato me puxou para cama e eu fiquei de quatro, ele colocou a pica dura na minha boca, e disse para o amigo: Come ela toda, deixa essa safada toda aberta. Rubens meteu com vontade na minha bucetinha, entrou fácil, pois já estava molhadíssima, socou, socou, socou, enquanto eu chupava meu namorado bem-dotado. Eu disse: Rubens põe tudo no meu cuzinho e o pau do Renato já estava latejando de tesão, babado todo na minha boca. Rubens atolou o pau no meu cuzinho e eu gemi: aim que gostoso! Senti o pau dele pulsar dentro, rebolei gostoso naquela piroca, e disse que queria ficar toda preenchida. Renato deitou na cama e eu sentei abertinha comendo o pau dele com a buceta, o amigo veio por trás e continuou metendo no meu cuzinho. Foi uma delícia, senti dois machos com muito tesão dentro de mim ... E eles bombavam gostoso, e eu pedia mais e mais .... E, eles continuavam socando, os três gemendo, Rubens falava: puta que pariu, que mulher gostosa, sua namorada! E, Renato, afirmava, ela é muito fogosa, merece ser fodida assim sempre, e eu, gemia: Aim, aim, aim que delícia, vou gozar no pau de vocês ...

Quando eu estava gozando, ouvimos os fogos da virada de ano, fui a loucura, ah que tesão! Eu toda gozada pedi para que eles me dessem leitinho na cara, então deitei na cama com a boca abertinha, e passando o dedo no grelo, mostrando a eles o melzinho escorrendo. E os dois me deram porra na cara toda.... Foi uma noite inesquecível! Quando chega essa época de final do ano, lembro e fico muito excitada, estou louca para repetir. O Rubens voltou para seu Estado, e, só temos contato por telefone. Quem sabe este ano o Renato me apresenta um novo amigo. (Por AMY_SEXPLAY)

sexy3d.net- o jantar.png

    Meu nome é Valéria , tenho 34 anos , pele branca , loira , peitões e bundão. Meu marido é Roberto , 40 anos, negro, barbudo, corpo sarado e bem dotado. Ele trabalha em um escritório, só chega a noite em casa e eu estou de férias .
Era nosso aniversário de casamento e me surgiu uma ideia logo cedo : Sexo na hora do jantar ! E começei a preparar o cardápio da noite : Eu !
    Em tempos de whatsapp, nada melhor do que um áudio gostoso convidando – o para um jantar mais tarde. Foi o que eu fiz, e ainda mandei fotinha sugestiva do prato principal…
    Amor… Hoje o jantar será servido as 20 horas , por favor não se atrase ! Vou preparar aquele prato que você adora . Pronto ! Este racadinho bem no horário daquela reunião de trabalho.
    A preliminar já tinha sido feita. Depois que vi que a mensagem tinha sido ouvida, tinha certeza que ele passaria o dia todo pensando “ naquele prato “. Não me preocupei muito em o que servir , sou boa na cozinha mesmo. Por isso fui no mercado e comprei algo pronto. Meu objetivo era ele me ver apenas de avental e salto alto. Improvisei uma fantasia sensual de empregada doméstica, só com avental vermelho e salto alto da mesma cor. Eu sabia que aquele salto vermelho era seu fetiche.
    Aguardei ele com meu melhor sorriso, morangos e seu vinho preferido bem gelado.      Quando ele abriu a porta e me viu daquele jeito bem vadia, imediatamente o volume da calça apareceu, eu adoro ver ele excitado e marcando a roupa . “ Boa noite patrão ! Seu jantar está quase pronto… Bastou essa frase e um risinho malicioso para que ele entrasse no jogo e respondeu : Boa noite , eu estou faminto ! “ O senhor me da licença que irei lavar a louça e preparar a mesa, ele acenou com a cabeça e me olhou daquele jeito que me deixou molhada … ( apenas um copo estava na pia ) então eu aproveitei empinei a bunda, abri um pouco as pernas e olhei para trás, ele veio como louco , encostou a rola dura na minha bunda e começou a falar muita putaria no meu ouvido , ele estava completamente excitado. Ele sabe que eu adoro isso !
    O tesão começou a tomar conta de nós dois. Ele me jogou em cima da mesa, que ainda não estava arrumada, eu abrir as pernas e ele começou a chupar minha bucetinha, a cada lambida gostosa uma gemida, aim ele chupava o grelo e deslizava a língua quente na minha bucetinha toda e ainda roçava aquela barba macia nela. Jogou ate um pouco de vinho em mim e bebeu direto da fonte , o jeito que ele me chupava estava me levando ao delírio. E eu chamava pelo seu nome e pedia mais e mais, imediatamente ele tirou o pau p fora, segurou pelo talo e passou levemente na minha entrada toda molhada. Fez isso algumas vezes até eu implorar para que me penetrasse. Então ele deu mais uma chupada bem forte , e me colocou de costas apoiando meu tórax na mesa,eu com rabinho empinado e ele meteu fundo .
    Ele metia de um jeito selvagem e bem delicioso e eu gemia alto, aim, aim mete mais , quero mais, ele bombava com muito tesão, socava o pau duro até o fundo, tirava até a ponta e socava tudo novamente, nessa loucura e tesão, anunciei que iria gozar… Aim, aim vou gozar nesse pau. Aiimmmmm ! Gozei muito gostoso, foi intenso, mais ainda queria satisfazer meu marido, e, para delírio dele , eu disse: Agora quero seu pau todo enfiado no meu cuzinho ! Ele tirou o pau todo lambuzado de melzinho e colocou devagar no meu cuzinho, eu gemi alto quando entrou, sentindo o tesão do pau duro no meu cu , e , ele foi socando e aumentando a velocidade das bombadas, os dois gemendo gostoso até quando eu disse : Quero que você encha meu cu de leitinho quente ! Senti o pau dele pulsar de tesão, então continuou bombando até exporrar a porra toda quente como eu pedi.

    Lá se foi a sobremesa antes do jantar!! Com certeza os vizinhos ouviram os gemidos da nossa receita, mas esse jantar vamos repetir varias vezes, rs. (Por AMY_SEXPLAY)
 

sexy3d.net - nosso 1o filme porno.png

Meu nome é Katia, tenho 37 anos, pele branquinha, cabelos pretos e longos, seios fartos e cintura fina. Sou casada a 20 anos com Júnior, ele é moreno, alto e dotado. Apesar de termos dois filhos, sou muito vaidosa e mantenho um corpo de chamar a atenção. Meu marido nunca foi ciumento e gosta de me exibir, deve ser porque não duvida do amor e respeito que tenho por ele, e, vice e versa. Mesmo estando casados a 20 anos, o sexo entre nós nunca foi algo trivial, gostamos de aventuras, tipo transar dentro da água, na areia da praia, fazer sexo oral com carro em movimento, porém, nunca tínhamos incluído ninguém em nossas transas.


Certa vez, conversando com uma amiga, ela falou que gostava de filmar suas transas, e, comentou que havia casais que contratavam fotógrafos profissionais para isto. Fiquei com aquilo na cabeça, e a noite coloquei o celular para filmar nossa transa, estava assistindo com Júnior, e perguntei se ele tinha coragem de contratar uma pessoa para nos filmar fazendo sexo, ele disse que não sabia, mas com certeza, seria muito excitante. Depois dessa nossa conversa, ficou mais frequentes nossas filmagens, e, sempre tocávamos no assunto.

Quando estava para fazer 20 anos de casados, perguntei, o que iriamos fazer de especial. Então, Júnior perguntou, o que eu achava de contratar um profissional para nos filmar fazendo sexo. Fiquei surpresa e sem ação, mas, depois do susto, eu disse que sim, eu queria! O tamanho do medo era igual, a excitação em fazer, eu lhe disse que iriá procurar saber melhor sobre o assunto, e uma maneira que não nos trouxesse problemas, e fui pesquisar na internet, porém, não achava nada, foi quando lembrei da minha amiga e fui perguntar la.

Rose gostou e teve uma ideia melhor, me perguntou se eu gostaria, que ela e o namorado, Fernando que é fotógrafo, fizessem essa filmagem, eu achei ótimo, sairia de maneira sigilosa e segura, como eu queria. Então ela falou com o namorado, e combinamos de ir conhecer o studio dele . Chegamos lá, Rose e Fernando nos receberam. Rose é uma linda mulher, morena alta, voz sensual, cabelos longos, tem um bundão, seios médios. Fernando é gato, tem um brilho no olhar, barbas, corpo atlético e sério, bem profissional.

Ao chegarmos, eles nos mostravam o local, era cheio de suportes de câmeras e luzes, no meio uma cama grande cheia de almofadas, em uma parede vários pôster de filmes pornô, eles falaram que na filmagem ficariam 4 câmeras fixas em volta da cama e Rose e Fernando ficaria cada um com uma filmando também. Combinamos os valores e marcamos o dia, eles garantiram todo sigilo.

Chegou o dia da filmagem, estávamos tensos, e não conseguimos relaxar, não achei que seria tão difícil transar na frente de outras pessoas, então, Rose chegou perto de mim e falou que precisava que eu ficasse calma e animasse meu marido para tudo dá certo. Ela tirou a roupa e ficou só de calcinha, e Fernando apenas de sunga, ela falava tão perto que dava para ouvir a respiração, então e comecei a chupar Júnior e ele olhando o corpo da Rose, começou a ficar excitado. Rose falou: - só tem um jeito de animar vocês, e ficou bem próximo de nós, sem nos tocar e começou a fazer elogios e sussurrar nos nossos ouvidos, o pau do Júnior de imediato endureceu, enquanto Rose sussurrava em seu ouvido, Júnior começou a me chupar, eu estava ofegante, ele começou a lamber minha bucetinha,e Rose começou a sussurrar no meu ouvido,eu gemia, ela colou o rosto no meu e me beijou na boca, depois massageou meus seios e chupou gostoso. Aquilo me deixou em transe, eu nunca tinha transado com outra mulher, e ela foi descendo os lábios macios pelo meu corpo e pediu ao Júnior para me chupar, eu fui a loucura ! Aquela boca carnuda me chupando deliciosamente e meu marido explodindo de tesão punhetando e olhando a cena. Ela não queria parar de chupar minha bucetinha e eu estava quase gozando, gemia louca de tesão, aimmm.

Nesse momento, Fernando largou a câmera, se aproximou e nos chamou, colocou eu e Júnior em pé nos beijando, a Rose por baixo alisando o pau de Júnior e enfiando o dedo na minha bucetinha molhada, Rose colocou a boca no pau dele e fez um boquete que gemia enquanto me beijava. Rose então, nos afastou, me colocou na cama e continuou a chupar minha bucetinha, fez sinal para Júnior colocar o pau ma ninha boca. Eu estava com muito tesão, e chupava e gemia alto enquanto ela sugava e lambia meu grelo com dedinhos na minha buceta. Aimmmmmmmmmmmm ! Quando eu estava quase gozando, Ela chamou Júnior e pediu para ele meter o pau na minha bucetinha, ele começou a meter devagar e eu gemia e foi metendo com mais força, Rose se aproximou e colou a buceta no meu rosto para que eu a chupasse, nossa que delícia ! Comecei a lamber e chupar o grelo, enquanto Júnior metia forte e ela rebolava na minha língua, que sensação deliciosa. Mudamos de posição e Júnior deitou de barriga pra cima, e eu comecei a cavalgar no seu pau. Rose colocou a bucetinha para ele lamber, eu sentia o pau dele querendo explodir de tesão, depois eu deitei novamente de pernas abertas e Rose de quatro me chupando, Júnior foi por trás e meteu no cuzinho dela, enfiou forte, eu sentia as estocadas nos lábios dela me chupando e eu gemia alto, aimmmm, gozei muito gostoso naquela boca.

Rose notou que Júnior não aguentaria muito tempo bombando daquele jeito no cuzinho dela, e pediu que ele gozasse na nossa cara, ficamos de joelhos chupando o pau dele ao mesmo tempo, e , ficamos com as línguas de fora e ele punhetou e gozou nas duas línguas, nós duas nos beijamos sentindo o gosto da porra uma na língua da outra. Caímos os três na cama saciados.

Fernando veio nos parabenizar, falando que a filmagem tinha ficado ótima e muito excitante, só assim caiu a ficha, estava tão gostoso que nos não tínhamos lembrados que estávamos sendo filmados. Depois desse dia só encontrei o casal, quando fui buscar a filmagem, mas, não rolou nada entre nós, em 20 anos de casados, foi a primeira vez que fizemos sexo junto com outras pessoas, quando bate a saudade, colocamos o nosso filme e nos deliciamos, transamos bem gostoso. Quando tivermos oportunidade, queremos repetir a experiência com outro ou com mais casais, mas, de maneira casual, porque adoramos aventuras. Por AMY SEX PLAY.

sexy3d.net - DP DEPOIS DA FESTA.png

    Meu nome é Rubi, tenho 26 anos, pele branca, ruiva, cabelos longos e lisos. Namoro há alguns anos o Felipe, moreno alto, cabelos castanhos, barbudo e corpo atlético. Recentemente meu namorado começou a conversar comigo sobre fantasias sexuais, entre outras coisas… Eu disse que tinha a fantasia de fazer sexo com dois homens ao mesmo tempo. Ele prontamente ficou excitado, e começamos a pensar em alguém para convocarmos.
     Fomos para uma festa social na casa de um dos amigos de Felipe à noite. Chegando lá estacionei o carro e percebi que o pneu da frente havia furado, por perto tinha uma oficina, mais já havia fechado. Entramos na casa da social, já tinha uma galera bebendo, e eu conhecia a maioria, mas procurei o César pra ver se ele tinha uma solução para o carro, ele nos ofereceu para dormir na casa dele pois teríamos que esperar a oficina abrir no dia seguinte. 

   Com menos um problema, consegui me soltar melhor para aproveitar a festa. Estava com um vestidinho curto e decotado, já tinha reparado uns olhares diferentes de César pra mim, mas essa noite, ele me olhava descaradamente. Comecei a beber, Felipe e eu dançando, ele me encoxando e aquilo estava me deixando excitada, quando ele fala no meu ouvido: O César não para de te olhar, se ficarmos aqui, acho que podemos convencer- lo a te foder junto comigo! Nesse momento eu fiquei arrepiada de tesão, só de imaginar. 

   Aos poucos a galera foi indo embora, eu e Felipe estávamos animados ainda, e César ia nos mostrar onde dormir. Chegamos no quarto e tinha uma cama de casal, cheguei perto do César dei um beijo de boca nele e Felipe entendendo se posicionou atrás de mim e começou a beijar meu pescoço, enquanto eu tirava meu vestido. Os dois me beijavam e me apalpavam foram tirando a roupa, estava tão louca de tesão que quando percebi César estava dedando minha boceta molhada e brincando com ela. Os dois foram me empurrando para cama foi quando eu pude ver aqueles dois paus duros que minha buceta até piscou novamente de tesão, os dois eram grandes, mas o do César parecia mais grosso.

   Estava sentada na cama e os dois chegaram perto de minha boca com aqueles cacetes duros e comecei a chupar Felipe e punhetar César. Felipe apertava meus mamilos com os dedos, e eu cada vez mais excita, fui revezando a chupada entre um e outro até que César jogou meu tronco na cama , puxou e abriu minhas pernas, e em pé encaixou na minha boceta e começou a me foder com força, eu estava com tanto tesão que comecei a gemer alto e Felipe subiu na cama tampou minha boca com seu pau, e fodendo minha boca devagar, ele olhou pra mim e disse: só não acabo com sua boquinha agora porque quero gozar na sua boceta, sua putinha! Meu tesão só aumentava com aquilo.
    Senti César tirar o pau da minha boceta e jorrar porra em cima dela e na minha barriga. Felipe se posicionou onde César estava e começou a meter, soltei um gritinho aaaiii, ele estava metendo sem dó , e eu com muito tesão, eu ainda não tinha gozado.     Enquanto César se recuperava, ele começou a bater siririca em mim, enquanto Felipe metia, não demorou 1 minuto e eu gozei, aimmm delícia, começei a tremer todinha, virar os olhos e os dois não paravam, com a mão eu tentava parar a siririca mas ele me segurou e continuou até que eu, aimmmmmm, gozei novamente. Quando César parou, Felipe começou a meter na minha boca,  e puxou minha cabeça para cima e colocou até as bolas dentro da minha boca, eu mal conseguia respirar e o César bombava forte na minha bocetinha. 

       Senti que César iria gozar dentro da minha boceta, mas tirou o pau para gozar na minha barriga, quando ele tirou seu cacete duro de dentro percebi que minha bocetinha estava ardendo, não tinha noção de quando tempo ele tinha demorado pra gozar, mas de fato foi muito. 

      Felipe tirou o pau da minha boca e olhando pra mim disse: CÉSAR vamos da duas pirocas para essa putinha? Ela merece! cÉSAR tinha acabado de gozar mas já estava com pau duro de novo, concordou sem nem pensar. Felipe deitou na cama, César mandou eu deitar por cima  e encaixar minha xota no pau dele. Imediatamente César se posicionou por trás de mim , e colocou o pau no meu cuzinho, doeu um pouco, ele enrolou meu cabelo na mão e começou a entrar devagar no meu cuzinho, nesse instante Felipe começou a bombar na minha buceta, mas eu estava com tanto tesão de estar na minha primeira DP que nem sentia arder, logo fui ficando mais excitada e começei a gemer e os dois bombando, César  fundo no meu cuzinho e Felipe na minha buceta, estava maravilhoso, gemi bastante, aimmmm aimmm, isso  fez os dois ficarem com mais tesão metendo, não demorou e eu gozei aimmmmmmmmmm, eles meteram mais um pouco e eu gozei novamente. 

    Felipe estava quase gozando e pediu pra ficar no lugar de César, que concordou, Felipe no meu cu com vontade, em sequências de estocadas e eu gemia pra cada uma delas, César metia com tesão e pegava em todo meu corpo, logo os dois gozaram e eu estava acabada, cheia de porra pelo corpo com cu ardendo e a bucetinha latejando. Os dois estavam com os paus duros de novo e eu acabada de tanto gozar, me colocaram de 4, minhas pernas estavam bambas, pedi para César foder meu cu invés da xota, porque ela já estava ardida, ele obedeceu, mas não teve do, fodeu forte no meu cuzinho, e Felipe na minha boca tapando meus gemidos com o pau, chupei até ele gozar e eu tomei toda porra quentinha, e logo gozei mais uma vez e em seguida o César gozou também jorrando mais porra na minha bunda. Caímos os três exaustos na cama, dormi daquele jeito mesmo, com os dois na cama. 

  Acordei no outro dia, exausta ainda, resolvemos o problema do pneu do carro , e voltamos para casa, meu cu e bucetinha latejavam, mas era sinal que eu tinha sido bem fodida !!! (Por AMY SEXPLAY)

sexy3d.net - GANG BANG NA CASA DE SWING.

Olá meu nome é Valkiria, tenho 29 anos, morena, cabelos longos e cacheados, sou bem ativa sexualmente. Certa vez, em um site de relacionamento, vi um anúncio de uma casa de swing, onde teria uma festa e que mulheres entrariam de graça. Não pensei duas vezes, me arrumei, fiquei toda gostosa e parti para casa de swing. Quando cheguei, tinha poucas pessoas, tomei duas doses de caipirinha para esquentar , pois não sabia o que tinha pela frente. Pouco depois começou a chegar mais gente, fui retocar a maquiagem e tirei uma peça de roupa, fiquei igual uma garota de programa apenas de lingerie esperando os machos em um puteiro. Tinha um moreno que passou por mim, deu umas olhadas, mas estava só analisando, decidi tomar mais uma caipirinha, e não teve jeito o fogo começou a subir. 

         Tinha uma trans linda com uma mulher na mesa ao lado. Enquanto eu estava finalizando a caipirinha, veio um moreno alto ficou próximo me encarando, eu não resisti, fui na direção dele, falei "vamos" e fomos para o quarto coletivo. Deitei na cama de bunda pra cima, ele vem na minha frente, fui logo abrindo a calça dele e chupando. Nisso veio outro macho, começou alisar minha bunda e colocou o pau pra fora e eu chupava também igual uma cadela com sede, estava com dois paus gostosos , um moreno e o outro branquinho e chupava igual uma puta na zona. Eles passavam as mãos em mim e dedavam meu cuzinho e minha xota. Fiquei de quatro, com um pau na boca e outro  na xota, estava tão gostoso e melhorou mais quando chegou outro macho com pau pra fora e colocou pra eu chupar também, revezando as chupadas nos dois paus e outro bombando na minha xota, delicia! Nesse momento pedi uma DP e o moreno deitou na cama eu encaixei a xota nele, o outro se posicionou por trás de mim e encaixou no meu cuzinho, os dois bombavam gostoso e eu gemia alto, aimmmm! Aí o terceiro colocou o pau na minha boca, aimmm que delícia, eu estava sendo devorada por três homens e eles trocavam de lugar, mas como o quarto era escuro, eu nem sabia mais quem estava me fodendo e quem estava com pau na minha boca. Quando eles viram que iam gozar, saíram um de cada vez, até ficar só um. Como ainda era cedo, eles se seguraram, para aproveitar mais a noite, e eu doida para receber uma gozada na boca, comecei a chupar ele deitado na cama e eu de quatro, quando ele estava quase pra encher minha boca de leitinho, se segurou, levantou e saiu do quarto, como eu estava sozinha, fui no banheiro e percebi que a casa estava lotada de machos, e essa noite prometia…

      Quando eu saí do banheiro, veio outro macho e me levou para o quarto coletivo também, eu logo me ajoelhei para ele e comecei a chupar mais uma rola deliciosa, ummmm... Estava toda babadinha , ele fazia "garganta profunda" e me engasgava com aquela rola dura, deixando aquele pau mais melado com a minha boca.

    Enquanto eu chupava, já veio outro macho, e eu subi na cama fiquei de quatro e continuei chupando o mesmo pau e o outro enfiou no meu cuzinho... Aimmmmmm! Era grande e me deixou toda arrombada! O outro me engasgava com aquele cacetão duro, e ele bombava, que até doeu e deixou meu cuzinho bem dilatado... Quando fui perceber , nem sei quantos machos haviam naquele quarto e um atrás do outro me fodia, fiz mais duas DP  e meu cuzinho já estava encheio de leite e doendo, mas ninguém tinha gozado ainda na minha boca. Foi quando me deu vontade de ir ao banheiro despejar toda aquela porra que escorria pelas minhas pernas. Quando sento no vaso, meu cu e xota começaram a jorrar porra. Entrou outro macho no banheiro, que não tinha fechadura, colocou o pau pra fora e me deu para mamar, eu sentada no vaso e ele bombava na minha boca, quando estava perto de gozar, vestiu a calça e saiu do banheiro, eu fui tomar uma uma caipirinha porque continuava com o cu doendo, dilatado, peguei a caipirinha e fui até o salão de dança, esbarrei na trans e a mulher dançando, acabei derrubando caipirinha, pedi desculpas e sentei no sofá, logo veio a trans me ofereceu uma bebida e agradeci e aceitei, ela sentou do meu lado e começou a me beijar , a mulher no outro sofá chegou e também uns três machos, que colocaram as rolas pra fora.
    Eu e a trans começamos a chupar dois paus , eu estava chupando o pau maior que já tinha visto naquela festa, eles nos levaram para um outro quarto com muitas camas, onde havia mais gente transando. A trans ficou de quatro e com dois caras, e eu com mais dois machos na cama do lado e tinha mais duas camas lotadas e muita gente em pé esperando sua vez de nos foder gostoso, era um pau atrás do outro me satisfazendo e eu dando muito prazer... A trans linda veio me beijar e mais machos transando com nós duas, até que veio a minha primeira gozada na boca! Ummmm essa noite foi inesquecível!

    Teve um branquinho novinho que gozou no meu cuzinho, xota e boca, ainda me pegou pelo colo e levou para outro quarto com muitas camas e me tratou igual uma puta , me jogou na cama , ficava enfiando o pau enorme na minha boca ,esfregava o pau dele na minha cara,  enquanto os outros fodiam meu cu e xota. As horas foram passando e a noite acabou , estava exausta e toda arrombada, ardida. Quando amanheceu, a boca estava doendo de tanto chupar pau, o cu e xota jorrava porra, perdi as contas de quantos paus chupei e quantos machos me comeram. Essa noite na casa de swing, foi pra nunca mais esquecer, foi maravilhoso e quero ir mais vezes. (Por AMY SEXPLAY)

sexy3d.net - janela indiscreta.png

    Olá, meu nome é Camila, tenho 23 anos, cabelos médios, seios grandes, bundão de chamar a atenção, sou do tipo gostosona. Trabalho durante o dia, moro sozinha em um prédio do fundo, no terceiro andar e vejo muitas janelas, a maioria dos quartos dos outros prédios.
    Certa noite, voltando do trabalho, depois de tomar um banho e vestir uma camiseta, sentei na sala com uma xícara de café, colocando os pensamentos em ordem para o dia seguinte. Então começaria uma boa leitura, do jeito que eu gosto de relaxar antes de adormecer. Estava calor e eu não costumava abrir as cortinas, mas como nessa noite estava muito quente e eu resolvi abrí-las para que o vento entrasse e eu pudesse me refrescar mais um pouco. Nesse momento, percebi um casal no quarto do prédio da frente, a luz do quarto estava acessa e as cortinas abertas, a mulher alta, loira, peitões, bundão, e o homem moreno barbudo, bem saradão.
    Eles estavam pelados ao lado da cama se beijando, eu não me contive e puxei a poltrona e fiquei assistindo. A mulher ficou de joelhos na cama e começou a chupar seu parceiro, chupou o pau dele por alguns minutos, em seguida ele deitou na cama, e ela sentou em cima dele cavalgando empinadinha. Estava sentada com a xotinha no pau dele, e ela tocava seus seios, eu fiquei exitada olhando aquela cena, imaginando os gemidos, mas não me contive e continuei a olhar, ela quicava com vontade e muito gostoso no pau dele cada vez mais. Nesse momento tirei minha camiseta e a calcinha, toda molhadinha, fiquei de pernas abertas acariciando o grelo todo molhadinho de tesão. Com a outra mão apertava os bicos dos seios, que estavam durinhos. 

    Foi nesse momento que mudaram de posição, fizeram um meia nove, percebi ele abrindo o bundão dela e metendo a cara depois os dedos e chupando- os , enquanto ela mamava gostoso o pau dele duro, em seguida ela ficou de quatro e ele fodendo, dava para sentir as estocadas, eu imaginando os gemidos coloquei dois dedos na xota, mas queria algo a mais, então peguei meu consolo e sentei com a xota nele. Quicava no meu consolo, olhando os dois fodendo gostoso, quando eu percebi ele tirou o pau da xotinha e colocou no cuzinho dela, que colocava a mão forçando-o a penetrá-la devagar.

    Fiquei louquinha de tesão, porque eu adoro sexo anal, e eu queria sentir o mesmo, então posicionei meu consolo na poltrona e sentei com o cuzinho devagar nele, foi uma sensação gostosa, sentindo o pau todo dentro do meu cuzinho, enquanto me masturbava, olhando o casal fodendo. Eu estava louca de tesão assistindo, ele socava cada vez mais rápido, aquilo foi me enlouquecendo ainda mais, eu quicando no meu consolo e tocando uma siririca deliciosa, meu cu apertava o consolo e minha xotinha se afogando em mel, o homem tirou o pau e punhetou na cara dela até esporrar leite e ela se lambia toda. Nossa !!! eu gozei muito, fiquei toda tremula, fechei as cortinas, fui tomar banho e repousar.

    No dia seguinte, ao acordar me arrumei para ir trabalhar e, ao abrir a porta, encontrei um envelope com um bilhete que dizia: Adoramos nos exibir e gozar com você ontem a noite, esperamos você mais tarde, na sua janela indiscreta. Bjs.
ASS: Casal do terceiro andar apto: 05 (Por AMY SEXPLAY).

sexy3d.net - meu namorado virtual.png

    Olá meu nome é Bianca, tenho 30 anos, sou loira, peitões, coxas grossas e bundão. Sou solteira, moro sozinha, mas namoro há quase um ano, com Robson, que conheci na internet, e vou contar a vocês como tudo começou.     Certo dia, estava muito entediada e entrei em um site de relacionamento na internet. Eu estava com um fogo enorme e procurava alguém que conseguisse apagá – lo.

 

    Ao entrar no site, me deparei com vários perfis de homens, tentei bater papo com alguns, mas nenhum me chamou a atenção, eram mais novos, não tinham conteúdo, e não sabiam “xavecar” uma mulher mais experiente. Eu estava quase desistindo, quando vi o perfil do Robson, moreno, 45 anos, divorciado, corpo bonito e dotado de um pênis grande. Percebi que ele estava online e mandei um “Boa noite”. Ele logo me respondeu com outro “Boa noite e bem vinda”, e começou a puxar papo perguntando de onde eu era, idade, e o que eu procurava naquele site e eu fui respondendo tudo, papo vai e papo vem, percebi que ele era muito educado, diferente dos demais que eu havia conversado, e começamos a conversar coisas das nossas vidas. Foi rolando um papo muito legal, depois de muito tempo de conversa ele resolve mandar o número de telefone dele, mas eu não queria chamar, queria que o papo fosse só no chat, porém mandei uma mensagem. Ele adicionou meu número, e me ligou, ao ouvir a voz dele eu estremeci, uma voz grossa, educado e segura de si, eu fiquei molhadinha.

   A conversa foi esquentando quando ele perguntou como eu estava vestida e eu respondi que estava apenas de calcinha e deitada na cama conversando com ele, então ele perguntou que cor era a calcinha e disse que queria uma foto, eu respondi que era uma calcinha de renda florida e bem delicada e mandei uma foto, e perguntei se ele gostou, ele passou alguns minutos para responder, e em seguida, disse que era como ele imaginava e mandou outra foto do pau dele duro dentro da sunga e disse que adorou, e que queria estar comigo na minha cama, então nesse momento sem pensar, perguntei o que ele faria comigo se estivesse comigo na minha cama naquele momento, ele respondeu que começaria tirando minha calcinha com os dentes e em seguida iria beijando minhas pernas abertas em direção a minha xotinha molhadinha e começaria a beijar, lamber e chuparia meu grelo, metendo a língua dentro da minha xotinha. Nesse momento fiquei louquinha e sussurrava tocando meu grelo, ele percebeu e pediu para que eu fechasse os olhos e só imaginasse ele ali comigo, e, foi o que eu fiz. Fechei os olhos e fiquei me tocando e ouvindo ele disser que depois de me deixar toda chupada, ele com os lábios iria aos meus seios e sugarias os mamilos delicadamente e em seguida com um beijo apaixonante marcaria minha boca, antes de me colocar de quatro e me foder gostoso, eu não aguentei, coloquei dois dedos na xotinha e gozei muito gostoso enquanto ele descrevia uma foda muito deliciosa. Ele percebeu meu gemido e que eu havia gozado, nesse momento também notei que ele havia gozado.

    Fui audaciosa e mandei a foto da minha xotinha aberta e toda ensopada, e ele retribuiu com a foto da porra dele escorrendo pela cabeça do cacete. Nesse momento percebemos que já estava amanhecendo, nos despedimos e marcamos um novo encontro virtual no mesmo horário.

 

    Passei o dia inteiro pensando naquela loucura deliciosa, estava ansiosa para mais uma noite de prazer com Robson, então, passei o tempo me arrumando e escolhendo peças íntimas, queria ficar bem sexy para ele. No horário marcado pontualmente, ele me ligou, eu estava com um frio na barriga, mas atendi prontamente, aquela voz grossa e madura me deixou trêmula novamente e ele perguntou se poderíamos fazer uma chamada de vídeo pelo computador, eu disse sim, liguei o computador e lá estava o Robson, bonito e muito simpático. Começamos a conversar sobre a noite passada, assim ele me deixou bem à vontade, eu estava de lingerie vermelha e com um roupão por cima, a luz do quarto baixa e envolvente, eu havia saído do banho, ele me disse que eu era muito bonita sexy e atraente, e isso me deixou mais segura e assim fui me soltando, deixei cair o roupão e ele ficou animado, (risos ), eu estava ouvindo músicas românticas em um volume baixo, e ele comentou que gostava de dançar coladinho, nesse momento eu levantei da cadeira e comecei a me movimentar no ritmo da música lenta, sensualizando e me exibindo para ele.   Fui me despindo devagar, tirei a parte de cima lentamente de costas, deslizando minhas mãos pelo corpo e ele se deliciando do outro lado. A música acabou e eu sentei novamente, foi quando ele disse: não para, você está linda dançando assim. Então eu continuei sensualizando e de costas fui abaixando minha calcinha lentamente até o chão, foi quando ele disse que estava explodindo de tesão por mim, e queria ver mais de perto tudo aquilo, e mostrou o pau enorme duro, eu fiquei louca. Já estava com muito fogo o dia todo pensando nisso, os meus seios duros e toda molhadinha, peguei meus brinquedos , escolhi um enorme como o pau dele e comecei a chupá - lo pertinho da câmera, ele ficou louco e perguntou o que eu iria fazer com aquele pau, então eu posicionei a câmera para a cadeira, sentei abertinha e coloquei devagar o pau na minha xotinha, com carinha de safada, tocava meus seios , passando a língua nos lábios e olhando para ele , vi que ele estava punhetando e me olhando atentamente.

   Enfiei o pau todo na xotinha e tirei todo molhadinho, lambi e fui para cama, posicionei a câmera perto, fiquei de quatro rebolando gostoso para ele, e coloquei o pau na portinha do meu cu , fiquei deslizando e fui enfiando devagar, gemendo gostoso, aimmm aimmmm aimmm , ele louco de tesão do outro lado da tela, com pau todo babado, então eu deitei na cama toda aberta, consegui enfiar o consolo todo no meu cuzinho ,e ainda tocando siririca olhando o Robson enlouquecido, gozeiiiiii!! aimmmmmmmmmmmmmm e ele não aguentou, esporrou na tela toda. Foi muito delicioso.

Estamos mantendo esse lance a um ano, nós dois combinamos muito em relação a sexo e várias outras coisas da vida, gosto sempre de fazer algo diferente, quando não pego meus brinquedos , uso verduras , frascos de perfume , desodorante e ele fica louco vendo eu enfiando na minha xotinha, e eu não aguento ver ele lá me observando, acabo gozando e em seguida ele goza também, e assim ficamos satisfeito , um dia pretendo encontrá-lo pessoalmente para realizamos nossas fantasias. (Por AMY SEXPLAY)

sexy3d.net - ginástica gostosa.png

   Olá, meu nome é Verônica, mas pode me chamar de Vera, tenho 30 anos, sou alta e magra.

   Certo dia em um final de tarde, minha amiga Leia me convidou para fazermos uma caminhada, em uma praça da cidade. Como eu estava estressada do trabalho, resolvi aceitar. Formos no meu carro, até a praça e, depois de 30 minutos de caminhada, encontramos com outra amiga que estava com seu personal trainer. Parei para falar com ela e o Ricardo, que já conhecia de uma academia que tentei frequentar, mas por conta do trabalho, havia desistido de ir.

   Conversamos um pouco e o Ricardo perguntou porque eu não frequentava mais a academia. Dei a desculpa do trabalho, ele me deu seu cartão e disse que poderia me dar aulas em horários alternados, dependendo das minhas condições de folgas. Nos despedimos, eu e Leia continuamos a caminhada. Depois de duas horas de caminhando a Leia disse que iria embora, já que morava em um dos prédios do lado, e eu continuei a caminhada por mais ou menos vinte minutos.

   Ao chegar no carro vi o Ricardo no estacionamento, ele se aproximou para conversar mais um pouco, perguntou quando poderíamos começar os treinos, percebi que ele olhava muito para meu decote, com cara de safado, com aquele corpo atlético todo suado, com aqueles músculos à mostra, me deixou molhada de tesão. Ele me encarava direto nos olhos. Ricardo se aproximou e me encostou no carro, me segurou pela cintura, me beijou, e eu correspondi. Depois de um longo beijo, ele sorriu e disse que teve uma atração por mim desde a academia, quando largava as outras alunas para me ajudar nos exercícios.

    Então marcamos no outro dia, à noite, na casa dele, e ele me disse que iria me fazer suar de cansaço e de prazer depois. Eu sorri e aceitei, nos despedimos e cada um saiu no seu carro.

     No dia seguinte, no começo da noite, fui para casa me preparar, coloquei um top curto e uma legging e me dirigi à casa do Ricardo. Assim que cheguei, ele me recebeu sem camisa. Usava uma bermuda, seu corpo era mais escultural do que eu imaginava. Pude ver seus músculos com perfeição. Quando entramos Ricardo me levou para o fundo da casa, onde havia uma área com vários colchonetes.   -Vamos começar, disse ele. Fizemos alguns alongamentos, quando Ricardo encoxou em mim para me ajudar a alongar, ele disse: -Se inclina para frente, dobre um pouco os joelhos e leve a ponta dos dedos perto dos pés.

   Naquela posição pude sentir o pau duro do Ricardo roçando na minha bunda. Ele segurava minha cintura e esfregava sua vara em mim. Nesse momento ele não aguentou o tesão e agarrou com as mãos meus seios, apertando – os e usando o seu peso corporal debruçou sobre mim, me derrubando de joelhos no colchonete, eu estava de quatro e aquele macho sobre mim , Ricardo beijava meu pescoço, nuca e puxava meu rosto para beijar minha boca, me chamando de gostosa, vagabunda. Ele saiu de cima de mim, se posicionou na minha frente de joelhos, abaixou a bermuda e foi batendo com o pau duro no meu rosto. Eu segurei aquela vara e ainda de quatro comecei a chupar com vontade. Engoli todo o pau até o final, dava cuspidinhas na cabeça e voltava a chupá-lo, além de lamber e chupar também o saco. E ele gemia muito enquanto era chupado. Puxou meu top e com os dedos apertava meus mamilos, me fazendo gemer também. Ricardo pediu para eu parar de chupá-lo por que estava quase gozando.   Ele me deitou no colchonete, tirou meu tênis, meias e puxou a legging com calcinha, me deixou nua, começou a me chupar deliciosamente. Passando a língua por toda bucetinha, beijava, lambia e chupava sem parar meu grelo, brincava com os dedos dentro da minha xotinha que me fizeram gozar. Eu estava toda gozada, molhadíssima.

    Ricardo deitou sobre mim e encaixou seu cacete na minha boca e continuou chupando minha bucetinha, naquele delicioso "69". Ele estocava seu pau dentro da minha boca muito fundo me fazendo engasgar várias vezes. Quando Ricardo percebeu que estava prestes a gozar, ele se levantou com seu pau duro, me colocou de quatro e foi estocando seu pau dentro da minha bucetinha suavemente e eu apertando seu pau dentro. Durante alguns minutos eu senti seu pau deslizando suave dentro da xotinha toda gozada, então eu com voz sexy disse: _Ricardo coloca esse pau gostoso no meu cuzinho, mete com força.. me rasga todinha.. me fode toda!

   Agora ele enfiava o pau duro igual rocha dentro do meu cu, seu pau estava entrando rasgando enquanto ele puxava meu cabelo, eu rebolando no seu cacete, dizia:

_Vem.. Fode sua cachorra.. Sou toda sua!

   Ricardo cada vez mais excitado, eu gemendo e pedindo mais, ele metia fundo, os dois pingando de suor, naquela loucura deliciosa anunciei que ia gozar pelo cu, ele não aguentou e gozou junto.

   AIMMMMMMMM , senti seu gozo quente jorrando dentro de mim. Ele caiu com seu corpo em cima de mim, até se recuperar.  Depois de alguns minutos, fui tomar banho, senti a chegada do Ricardo no banheiro, ele comentou que tínhamos queimado todas as calórias necessárias naquele dia, mas eu precisava voltar para continuarmos os exercícios. Troquei de roupa e nos despedimos e claro que voltei outras vezes, mas isso fica para outros contos… beijos!   (Por AMY SEXPLAY)